RSS

Qualquer semelhança é pura coincidência

14 Dez


Essa tonta sou eu

A tonta espera, muitas horas
Você marca comigo e sempre demora
Eu sei muito bem onde você está
Troca o bar, pelo aconchego do lar

E à noite depois que te chamo
Vai comer e reclama
Essa tonta sou eu

A tonta cozinha um filé com carinho
Vestida no salto querendo um beijinho
Você do meu lado fingindo não ver
Parece faminto nem lê a mulher

Será que mereço um castigo
Por estar contigo
Essa tonta sou eu

A tonta que lava sua roupa nos dedos
Depois passa ferro quente, sozinha
Arruma suas coisas, e você na TV
Só vejo você acariciando o chulé

Toda manhã acordo fogosa
Num sorriso que diz
Essa tonta sou eu
Essa tonta sou eu

Eu pareço uma mãe pra você
Que faz tudo e você despreza
Seguro meu choro quando você olha
Essa tonta sou eu
Essa tonta sou eu

A tonta que sempre te espera sorrindo
Que abre a porta da casa quando você vem vindo
Quer beijo na boca, e você nem aí
Apaixonada te olha e tu diz
Que está cheio da cana e reclama
A tonta te ama A tonta te ama

Essa tonta sou eu
Essa tonta sou eu
Essa tonta sou eu
Essa tonta sou eu

(he he)
Madame Bê

 
1 Comentário

Publicado por em 12/14/2012 em música

 

One response to “Qualquer semelhança é pura coincidência

  1. Jenifer

    01/05/2013 at 2:42 pm

    Hahahahahaha, muito boa a composição.

    Gostar

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: