RSS

Pontos de vista

28 Mar

ensino-religioso-charge1

Existe no Brasil, hoje uma inversão de valores morais e éticos. Alunos entram em salas de aula, contaminando outros tantos desinformados, reenvindicando ensino gratuito, cotas, e outras esquisitices mais. O que diferencia esse alunos dos outros? Se dizem pobres, negros, e que vieram de escolas estaduais. Deveriam reenvindicar, melhor ensino para as escolas, mas isso deve ser pedir demais

Claro que o ensino deveria ser gratuito, mas para todos brasileiros. Claro que é dificil pra quem vem de escolas municipais e estaduais. Mas existem milhares de pobres brancos, que vão a luta, trabalham de sol a sol, pra pagar sua faculdade. O que diferencia estes dos outros? Nada.

Como se não bastasse todo esse coitadismo, o mundo e brasileiros vem se degladiando em polemizar sobre símbolos religiosos em salas de aula e repartições públicas. Como se todos devessem aceitar uma só religião. Existem hoje, milhares de religiões no mundo. E todas tem sua base voltada a amar o próximo. Muitas dessas religiões se criaram ao longo dos séculos, e nunca foi discutido se elas deveriam ser aceitas ou não. Elas simplismente aconteceram.

Acho sim que nas escolas cristãs, o crucifixo e santos devam estar em salas de aula, como também acho que é indiscutivel conter budas em escolas budistas, e penso ainda que adolecentes devem ir vestidas com véus em escolas muçulmanas, e assim por diante. Mas dizer, que nas escolas estaduais o cruxifixo não deve ser retirado porque afeta os valores morais da Nação, é pedir demais.

Acredito ainda, que as escolas estaduais, deveriam ensinar religiões, Ou seja, debater com as crianças sobre os vários tipos de religiões existentes no mundo. Mas isso deve ser pedir demais, já que aqui, o menos é melhor para os cofres públicos.

A religião é algo muito particular em cada ser humano, e como tal deve ser respeitado. Se seu filho estuda em escola pública, pendure nele uma correntinha com crucifixo, e saberá que ele estará protejido se assim acreditar. Mas não queira impor a outras crianças, sua religiosidade.

Não é a religiosidade que faz uma pessoa ser boa ou má, se isso fosse verdade, nos presídios só haveriam pessoas do bem. O que faz uma pessoa ser boa, é o amor que ela recebe desde sua infancia, e a convivência com pessoas do bem, além da orientação que mostra o caminho certo a seguir. Escolas devem ajudar nessa formação da moral e da ética à todos indivíduos, e não vai ser um crucifixo, um buda, ou velas com galinha, que irão fortalecer tais ensinamentos.

Madame Bê

 
 

Etiquetas:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: