RSS

O rei da cocada preta (a lenda, ‘parte 11’)

25 Mar

Era essencial manter as tradições entre reinados. E Pedrinho, filho do Joãozinho, precisava casar. Sabendo que seria complicado achar uma esposa à altura morando numa colônia xexelenta, o rei, eleva Cocada Preta, de colônia à reino.

E entre conchavos e acordos, os soberanos de Portugal e Áustria, impõem o casório de seus filhos amados.

O Rio de Janeiro começava a dar sinais de progresso, melhorou aqui e ali, mas esses “aqui” e “ali” eram na verdade, as proximidades das instalações reais. Vejamos abaixo algumas das providências tomadas pelo glutão Joãozinho VI:

-Exterminou as tribos indígenas que desejavam comê-lo com quitutes.

-Criou a filial da impressa censurada régia portuguesa, destinada a imprimir documentos, decretos, livros, entre outras coisas, mesmo que a grande maioria era analfabeta.

-Fundou o Banco da Cocada, e para capitalizá-lo trartou de vender títulos da nobreza, como conde, marquez… para comerciantes, usineiros, fazendeiros e quem tivesse dinheiro. Haviam também, títulos mais baratinhos, como os de comendador, cavaleiro ou oficial. E em pouco mais de um ano, Cocada Preta já tinha mais condes, duques, barões e marqueses que toda corte portuguesa.

-Fazia saques antecipados das receitas, pagos pelas províncias, para bancar os gastos da corte.

-Mesmo que outras províncias não tinham iluminação pública, seus habitantes eram obrigados a pagar um imposto para custear a iluminação no Rio de Janeiro.

-Exigiu que todas as igrejas de Cocada Preta pagassem uma quantia em benefício da Capela Real.

-Criou o Museu real.

-Criou a Biblioteca real.

-Criou o Teatro real.

-Criou instituições públicas, instalou tribunais, e criou ministérios.

-Criou a décima urbana, que hoje carinhosamente chamamos de IPTU.

E de quebra mandou trazer mais alguns bispos, padres, frades para formar mais padres, frades e bispos, para que, convencessem o povo a aceitar e pagar os impostos. Amém!

Aguarde a lenda continua…

Madame Bê

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 03/25/2018 em A lenda

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: