RSS

Como a Venezuela foi convertida em um estado totalitário comunista

15 Maio

2018-05-12 | Emma Sarpentier

Nos 14 anos em que Hugo Chávez esteve no poder, introduziu o socialismo em fases.

A primeira fase teve como objetivo muito importante mudar o sistema de votação, o que lhe permitiria no futuro assegurar sua reeleição com a manipulação de dados no sistema eleitoral, através da Smartmatic.

Durante seu primeiro mandato dedicou-se inteiramente à essa tarefa mais importante e a modificar a constituição, controlar o supremo de justiça e anexar comissários políticos no exército.

Ao estilo soviético.

Em 2002, começou a ofensiva para a segunda etapa, que, como Lenin, chamou de “O Processo”, que consistia na promulgação de leis que terminavam com o setor privado, confiscou terras de seus legítimos proprietários (roubou as melhores áreas imobiliárias do país) e começou a caçar empresários e sindicalistas que eram críticos.

Esses abusos enfureceram o setor privado e parte da oposição que se juntou a toda a sociedade em manifestações massivas.

No día 11 de abril  de 2002 Chávez foi cercado por uma turba enfurecida e ordenou a seus movimentos sociais (paramilitares armados) para atirar contra civis desarmados. Longe de se acovardar, a multidão, com a ajuda dos generais do exército derrubaram Chávez que foi levado para a prisão.

Mais uma vez, o bravo povo venezuelano se fez respeitar. Mas, não contava com a astúcia e maldade dos parceiros do Genocida Comunista Chávez.

Apenas souberam dos fatos, os governos do Brasil e da Argentina declararam que na Venezuela havia ocorrido um golpe de estado perpetrado pela oposição para derrubar um presidente democrata eleito pelo povo.

Em seguida, o presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso pegou o bastão para liderar todo o comunismo internacional: A internacional Socialista, Diálogo Inter-Americano, Foro de São Paulo…para “salvar a democracia na Venezuela”.

Em apenas dois dias tiraram da prisão o assassino Chávez, que saiu fortalecido da prisão e a segunda etapa do processo foi um sucesso.

Mais tarde começou a terceira etapa: nacionalizou as telecomunicações, mineração, siderurgia, construção, eletricidade, gás, agricultura.

Ao mesmo tempo, assinou acordos com a China, com o objetivo de desviar as exportações venezuelanas de petróleo dos Estados Unidos para o mercado chinês.

O custo para a Venezuela foi muito alto.

Quando Hugo Chávez morreu em 2012, já havia conseguido, com a ajuda dos parceiros comunistas da região e uma “oposição” -também de esquerda socialista-, tudo o que tinha sido proposto.

Chávez destruiu a Venezuela a partir de suas bases e Maduro continua, eles têm o poder e as armas.

O Chavismo gastou milhões de dólares nos últimos anos para expandir a capacidade do pessoal de inteligência e sua rede de espionagem eletrônica empregando tecnologia russa e italiana para espionar seus cidadãos .

Na Venezuela uma sociedade inteira está sujeita à escravidão, fome, humilhação.

A única coisa que resta é um povo famélico que morre devagar e ainda assim não se entrega.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: