RSS

O rei da cocada preta (parte 16)

16 Maio

Antes de partir, o pai desmiolado entregou a tutela do fedelho para alguns conhecidos entre eles, o Zé da padaria.

E como o Segundo Pedro ainda não tinha saído das fraldas e não entendia nada de nada, trambiqueiros se revesaram no governo até o moleque criar pentelhos.

Mas, para variar o parlamento estava desfrutando seus seis meses de férias. Os poucos remanescentes, alguns guaipecas, não sabiam o que fazer. Mas, mesmo assim, responderam:

-“Pergunta ali no posto shell”.

E assim, foi empossado não apenas um regente, mas três. (deveriam ter perguntado no posto ipiranga).

Três figurões se esbaldaram como madandantes de Cocada Preta por aproximadamente três meses, chamaram isso, de Latrina Trina Provisória.

Assim que os parlamentares voltaram do Caribe, decidiram fazer no parlamento, uma rinha de galo.

O dono do galo ganhador seria o novo chefão do País. Os três últimos galos pareciam invenssiveis, e depois de cinco horas, finalmente as três aves caíram desacordados.

Dessa forma, mais uma vez, o Brasil se viu chefiado por três mandatários. Chamaram isso de Latrina Trina Permanente.

Depois de mais ou menos quatro anos, o País, estava em polvorosa. E como nada dá certo por aqui e três sempre é demais, decidiram colocar no poder um padre, para dar aquela moral. Chamaram isso de Regência Celestial.

Porém ele não aguentou o tranco. Rezar missas, ensinar coroinhas e dirigir um País cheio de problemas.

No Pará, o povo exigia minha cabana minha vida.

Na Bahia, queriam implantar a república das bananas.

E no Rio Grande do Sul, os maragatos iniciavam uma guerra depois de consultar os astrólogos que previram que Cocada Preta seria um eterno fracasso como País

Então, do nada, eis que surge a inteligente figura chamada de Araújo Lima, mais conhecido por oferer café nos vôos da Varig.

Araújo decide tornar o rei adolescente e menor idade, em maior de idade.

Foi assim, que o Segundo Pedro, com apenas 14 anos de idade, tornou-se mais novo imperador dessa nação.

Foi “golpe”, foi “golpe”, foi “golpe”.

Aguarde a lenda continua…

Madame Bê

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 05/16/2018 em A lenda

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: