RSS

A retórica é falsa

24 Mar

Não vai ser na USP que alguém vai aprender o que é ser um fascista.

A palavra “fascismo” deriva da palavra “fascio” e tem origem na Roma antiga. Foi um instrumento manuseado pelos oficiais romanos, ou seja, era um machado revestido por um feixe de varas de madeira amarradas ao longo do seu cabo.

No século XX, Mussolini se apossou do desenho de um “fascio” como símbolo do seu novo partido.

Entre 1914-1918 Mussolini, era um militante socialista, participava de reuniões bolcheviques e escrevia artigos para a imprensa sindicalista revolucionária e socialista.

Em 1915, Lênin se posicionou contra a guerra e Mussolini defendeu a guerra, como meio de promover a revolução socialista.

Em 1918, Mussolini já se dizia um anti-marxista. Publicou em 1919 no jornal ‘Popolo d’Italia’:

“Declaramos guerra ao socialismo não por ser socialista, mas por ter-se oposto à nação”.

Em 1919, os italianos Alceste de Ambris e Filippo Marinetti publicaram o Manifesto Fascista que propunha um conjunto de medidas para resolver a crise da época, entre elas:

-Exigiam o confisco da propriedade de todas as instituições religiosas, bem como a estatização da indústria de armas.

-Centralização do crédito nas mãos do Estado,

-Centralização de todos os meios de comunicação e transporte.

-Expropriação de terras para propósitos de caridade.

Em 1922 começa o fascismo e foi um governo totalitário que privilegiou conceitos de nação e raça sobre os valores individuais.

Em resumo, o fascismo foi um sistema de governo que operou em conluio com as grandes empresas, planejava a economia subsidiando grandes empresários, exaltava o poder estatal, negava direitos e liberdades fundamentais aos indivíduos e tornava o poder executivo, o “senhor” irrestrito da sociedade. O fascismo impôs um estado tão grande, pesado e violento sobre o livre mercado, que o capital e a produtividade da economia foram completamente exauridas.

Hoje o termo fascista é pejorativo; um adjetivo frequentemente utilizado para descrever qualquer posição política da qual o orador não goste e baseados nessa maluquisse, eles propagam sandices e realizam “cursos” medonhos, já que no poder não estão mais.

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 03/24/2019 em Brasil

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: