RSS

Arquivo da Categoria: saúde

Esperança

10364026_699346033472459_8765436304207180353_nOuvi muitos dizerem que a copa não tem nada a ver com política, mas tem! Há sete anos atrás, quando a FIFA anunciou que o Brasil sediaria a copa em 2014, Lula prometeu reformas para problemas estruturais do Brasil, teríamos investimentos em educação, saúde, segurança, comunicação, infraestrutura, etc. Ele defendeu a copa como uma solução e uma oportunidade pro País.

Muita promessa e nada foi feito, além das 12 arenas. O custo da copa beirou R$ 30 BILHÕES. O legado? Um País doente, sem educação, transito beirando ao caos e segurança, bem sobre ela, é só abrir o jornal.

Por isso, vibrei com cada gol da Alemanha. Pra quem sabe amanhã vibrar com um Brasil melhor.

Madame Bê

 

Etiquetas:

Ainda sobre planos…

O interessante na questão é que, assim como os seguros, os planos de saúde são contratados na intenção de não serem utilizados (no caso dos seguros de vida, a pessoa compra sabendo desde logo que jamais irá receber a indenização).

Por isso são seguros de VIDA, planos de SAÚDE. Os outros seguros não são nominados seguro de terceiros, contra roubos, de acidentes pessoais?! O correto seria, portanto, seguro contra a morte, porque enquanto houver vida, ninguém recebe o prêmio! Da mesma forma, se o plano fosse mesmo de saúde, a pessoa doente perderia o direito.

E tudo porque o ser humano é cheio de superstições, de medos: sabem de suas limitações físicas, das inúmeras doenças curáveis a que estão expostos no dia-a-dia, do envelhecimento natural, mas, como o avestruz, colocam a cabeça dentro de um buraco, contratam seguros, planos de saúde, e torcem para nunca precisar usar!

E ainda bem que assim procedem, porque existem aqueles que acham toda a prevenção bobagem e perdem os bens não segurados e morrem deixando suas famílias desamparadas.

Portanto, planejemos uma vida longa e saudável, sem nos esquecermos de nos manter seguros dos imprevistos!

E, falando em imprevistos: escolher médicos que assinam boas revistas pode ajudar a passar melhor o tempo sempre interminável de espera.

Aysha

 

Plano de Saúde

Semana passada, fui fazer um check up. Como tenho plano de saúde (unimed), foi marcado quase pra um mês depois, isso tudo bem, afinal há muita gente que precisa, ainda mais no inverno do sul, mas se foi marcado para um horário, que sejam pontuais.

Tomei um chá de cadeira de 4:00 horas, isso pra fazer três exames. Acho isso uma falta de respeito com o ser humano, afinal você precisa pagar todo mês por um serviço que causa indignação.

Quando cheguei o saguão, estava atrolhado de gente e o pior, todos acomodados com aquela situação.  Acho que o brasileiro é por demais pacífico e conformado com os percalços que vão se apresentando no dia a dia de cada um. Nunca fomos apresentados ao chamado protesto. Nem sei se adiantaria, por ter menos oferta que demanda.

Conversando com algumas pessoas que ali se encontravam, pra meu espanto, achavam tudo aquilo muito natural. Então quem sou eu pra provocar uma revolução, afinal  uma andorinha não faz verão.

E assim seguimos, em silêncio, impotentes e pacientes até a hora de nossa morte.

Madame Bê

 

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 07/12/2012 em saúde

 

Etiquetas:

 
%d bloggers like this: