RSS

Arquivo de etiquetas: racismo

Consciência Negra

A “Consciência Negra” é tão racista quanto o fascismo, comunismo, nazismo e outros ismos… ela é tão mentirosa e tão manipuladora quanto o mais vil dos políticos que estão no poder. Para o sistema que ora impera nesse país, o negro é nada mais, nada menos do que massa de manobra para garantir a chegada e a permanência dos verdadeiros bandidos ao poder.

Para esse sistema, o negro não passa de linha de frente, de testa de ferro, de laranja a serviço da corrupção, sendo usado como munição contra os opositores ao sistema. Depois que essa munição se esgotar ou se tornar descartável, extermina-se! Fidel castro e Che Guevara que o digam, pois não?

Em cuba, centro de Havana é feito de brancos, são as elites sociais dos irmãos Castro e dos gringos comunas russos. Negro só pode entrar se tiver permissão ou algum trabalho subalterno como copeiro, garçom, jardineiro, coletor de lixo. A periferia de Havana é repleta de negros. Moram em barracões, 20, 30 famílias compartilhando o mesmo banheiro e a mesma cozinha. Brancos não vão lá, a menos que seja para mata-los – tropas da polícia de Fidel, composta em sua maioria de brancos e alguns negros traidores.

E por quê Che Guevara fugiu para a África alguns anos depois de ajudar Fidel a invadir Cuba? Porque executou, ele mesmo, mais de 400 cubanos, a maioria negros sem o consentimento do ditador cubano. Fidel Castro, que já desprezava Che por sua covardia, agora o perseguia pelo ato à revelia. Então, Che Guevara vai a África executar mais negros nas guerrilhas do Sudão e países vizinhos a serviço de ditadores comunistas… negros! Anos mais tarde fugiu de lá e voltou para a Colômbia, onde foi reconhecido pelos guerrilheiros de Fidel que o denunciaram para a polícia colombiana. Foi capturado, torturado e então, executado.

A primeira vez que ouvi sobre “Consciência Negra” foi em meados dos anos 80. Tirando a Mulata Globeleza da época, já seminua na telinha da Globo. Havia a Negra Bombom do programa da Xuxa. As paquitinhas todas iguaizinhas, pareciam soldadinhos alemães e a Negra Bombom, sobrinha da produtora do programa da Xuxa, única que dançava sozinha, com um micro short enfiado até o útero. Não se conhecia o rosto, as câmeras filmavam a partir dos joelhos, paravam nos quadris, pousava nos peitos depois descia novamente. A partir de então, a tal “Consciência Negra” trouxe o RAP, que faz apologia à guerra contra as polícias e considera toda mulher como vagabunda, um ser desprezível que serve apenas de capacho para o homem. Ou o funk, que faz apologia à prostituição e à pedofilia, uso de drogas e promiscuidade. A mulher tem que ser puta para ser respeitada, a mulher tem que ser pegadora para conquistar a autoestima e o sucesso. Não é assim?

Em todos esses anos de “Consciência Negra”, em nenhum momento, a campanha fez uma alusão sequer ao sucesso profissional, intelectual e financeiro de um negro, em virtude de sua inteligência, capacidade ou competência em uma profissão digna. Até onde se sabe, em nenhum momento a tal “Consciência Negra” afirma que o negro é tão capaz e tão inteligente quanto o branco ou qualquer outro.

Parece que no Brasil não há médicos, enfermeiros, professores, juízes de direito, advogados, pilotos de avião, caminhoneiros, padres, pastores, políticos, policiais, soldados, bombeiros e tantos outros profissionais negros, não é mesmo? Não seria certo dizer então, que a tal “Consciência Negra” reduz o negro a músicos, jogadores de futebol, demais desportistas cuja função descarta a intelectualidade e a educação? Não seria certo dizer que a tal “Consciência Negra” reduz o negro a meros batedores de lata, a figurantes anônimos desfilando fantasiados ou nus em escolas de samba nos carnavais, a compositores e instrumentistas medíocres e a aborígenes fazendo demonstrações de suas crenças tribais ancestrais (frisando que preservar a cultura ancestral é de extrema importância, mas a evolução se faz imprescindível).

Em suma, nota-se que essa tal “Consciência Negra”, para além de manter o negro estagnado na história sem evoluir, acondicionado à pobreza e à ignorância, contribui enormemente para prostituir e viciar, reduzindo o negro à condição de coitadinho, vítima de uma sociedade branca reacionária, racista e brutal que usa a lei e as polícias para oprimi-los, nada mais. E com isso fomenta o ódio social, cultural e racial dividindo uma população que é constituída tanto de brancos quanto de negros, índios, amarelos e miscigenados. Na suposição de um conflito entre brancos e negros – um dos projetos de autoextermínio desse sistema de governo que atualmente está no poder – o que acontecerá com a criança filha de um homem negro e uma mulher branca? Se um grupo de negros atacar o casal misto, o homem negro será considerado traidor da raça? Se um grupo de brancos atacar esse casal, a mulher branca será considerada “amante de negros”? Qual será a pretensão, um Apartheid negro?

Garoto negro, me diga: quem é mesmo que faz você usar drogas e traficar? Acaso não é um outro negro que ganha horrores e mora em mansões em cima da sua desgraça?
Garoto negro, me diga: quem mata mais os jovens negros, seria a polícia ou os próprios traficantes nas favelas? Quem mata mais, o branco racista ou o skinhead ou as drogas e as armas que o próprio governo e os políticos corruptos ajudam a distribuir nas favelas ao proteger traficantes?
Garoto negro, me diga: quem é mesmo que prostitui a sua irmãzinha? Acaso não é um outro negro que faz sucesso nas mídias induzindo crianças à prostituição? Também não é um branco ou uma branca que usa a cultura negra para prostituir crianças induzindo-as a “arrastar a perereca no chão” usando roupas mínimas e chamando a atenção dos pedófilos?
Garoto negro, me diga: por acaso esses mesmos negros e brancos aliciadores não obtém o apoio de uma mídia corrompida mista (brancos e negros) e de um governo, de políticos corruptos e assassinos, também de caráter misto (brancos e negros)? O que dizer da Rede Globo de Televisão? O que dizer do MC Catra, Valesca Popozuda?
Garoto negro, me diga: acaso não existem brancos tão ou mais pobres que negros? Acaso não existem brancos jogados nos corredores de hospitais, sem atendimento, sem recursos, tão humilhados quanto um negro? Acaso a polícia, por muitas vezes não aborda, não faz a revista de forma inadequada tanto em negros quanto em brancos? Acaso só existem negros nos presídios? Acaso só existem negros nas favelas? Acaso somente os negros são despejados de suas casas?

PARE! CONSCIÊNCIA NEGRA DEVERIA DAR CONDIÇÕES PARA O NEGRO OLHAR PARA SI MESMO, dizer que é tão inteligente e tão capaz quanto qualquer outro. Mostrar que um negro pode alcançar o sucesso profissional, intelectual e financeiro sem a necessidade de expor e de vender o próprio corpo, de bater lata a título de “educação” ou de se submeter à humilhação dos assistencialismos e das cotas. Será que você realmente precisa disso para vencer? Será que você, negro, precisa reduzir-se à condição de “coitadinho” e se deixar usar para engrossar as fileiras de idiotas úteis cuja única finalidade é alavancar políticos sujos, os quais pretendem tomar o poder de forma ditatorial? LEMBRE-SE: quando os políticos se instalar definitivamente no poder, você, negro, não será mais necessário e, portanto, descartável. LEMBRE-SE DE CUBA!

PRESTEM ATENÇÃO! Tudo que este governo corrupto quer é a desmilitarização da polícia. Pois uma vez sem ela, entrará em ação a força nacional de obediência ao governo federal. Nada vai mudar, essa polícia fará o mesmo que a outra e pior, será usada para oprimir todo o povo deste país! Isto inclui negros, brancos e qualquer um que ousar levantar para reclamar de alguma coisa.

É o mesmo esquema das tropas de extermínio da Venezuela, sob as ordens de Maduro, brancos, mestiços, indígenas estão morrendo às dezenas por semana, executados nas ruas e caçados em suas próprias casas! NÃO SEJA MASSA DE MANOBRA EM FAVOR DE UM GOVERNO QUE IMPLANTARÁ UMA DITADURA CORRUPTA E GENOCIDA! SEU INIMIGO NÃO É O BRANCO POBRE OU DA CLASSE MÉDIA, SEU INIMIGO NÃO É O EMPRESÁRIO COMUM. SEU INIMIGO É O GOVERNO, OS POLÍTICOS SUJOS E OS GRANDES EMPRESÁRIOS INESCRUPULOSOS QUE FAZEM FALCATRUAS COM ESTE GOVERNO.

Edwaldo Vieira

Compartilho aqui com vocês esse texto, que encontrei em um dos vários grupos sobre política que participo. Espero que tenham gostado tanto quanto eu. Abraços.

Madame BÊ

 
 

Etiquetas: ,

O Grêmio e o racismo


Polemicas, polemicas, polemicas… O maior racismo é dar ênfase ao que torcedores fanáticos gritam em um estádio de futebol. Mesmo por que, sabemos que os xingamentos vem dos dois lados.

É normal, é saudável, é um jogo de futebol.

Um negro, (não sei se posso chamar assim) não deveria ficar bravo por tão pouco. Principalmente ele sendo um jogador de futebol.

Essa história do Grêmio ter sido excluído da copa do Brasil, isso sim, na minha opinião, pode desencadear uma onda de racismo.

Me chamem de dentuça, me chamem de demoniza, me chamem de baleia, me chamem de branquela, me chamem de baranga, me chamem de velha, me chamem de galinha, me chamem de burra, me chamem do que vocês quiser. Vou processar. Há Ha

Quanta bobagem, deveríamos nos preocupar com o que realmente interessa. Lembrando, somos todos de uma só raça. RAÇA HUMANA.

Madame Bê

 
 

Etiquetas:

 
%d bloggers like this: